Destaque

Vinícius Martins: Esquerdistas fracassam ao tentar impedir exposição anticomunista na UFSC

Por Vinícius Martins Especial para o Impacto Atual

ARTIGO DE OPINIÃO – Não é novidade para ninguém que em grande parte das nossas instituições de ensino federais impera soberana a ideologia de esquerda. Na última semana, foi a vez de a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ser palco de mais uma mostra de intolerância e preconceito da massa esquerdista.

Entre os dias 6 a 10 de novembro, estava marcada para acontecer a exposição “Semana Vítimas do Comunismo: 100 Anos da Pior Tragédia do Século XX”, que abordaria o tema com fotos e palestras sobre o regime. Acontece que de última hora e sem justificativa plausível o evento foi cancelado pela universidade.

A denúncia foi feita pelo vereador Bruno Souza (PSL), inconformado com a atitude. “A instituição onde me graduei em Ciências Contábeis rompeu com o espírito acadêmico e científico, de debate de ideias, e passou a perseguir ativamente o pensamento divergente”, afirmou Bruno.

Felizmente, por uma decisão judicial em liminar, foi concedido o direito à realização do evento. A tentativa de censura imposta por grupos extremistas e aceita de forma vexatória pela UFSC foi fracassada, e que bom a Justiça não ter se deixado se levar pelas ideias desses acéfalos mantendo assim essa tão importante mostra.

Meus sinceros parabéns ao juiz Osni Cardoso Filho, da 3ª Vara Federal de Florianópolis, responsável pela decisão.

Apesar do temor a possíveis militantes de partidos de esquerda compareceram para vandalizar e buscar confusão, como aconteceu semanas atrás na UFPE, em Recife, durante a mostra do filme do filósofo Olavo de Carvalho, o evento ocorreu e pelo que se sabe a militância baderneira dormiu com essa decisão judicial engasgada na garganta.

Invadir setores, impedir alunos de assistirem aulas e servidores de trabalharem, verdadeiras ações de vândalos não são ocasiões de polêmica. Ao contrário, são descaradamente permitidas e vemos isso em qualquer movimento apoiado por essas minorias. Mas trazer o pensamento contrário, de forma ordeira e intelectual, não é permitido ou ainda soa como afronta para esses babacas.

Continuo defendendo que tanto institutos quanto universidades não devem ser objeto de doutrinações, nem para um lado nem para outro. É triste ver que os governos de esquerda desmantelaram nossa educação e se o indivíduo que estuda em locais assim não tiver suas convicções bem formadas, fatalmente se torna mais um na extensa massa de manobra.

Ideias como o Escola sem Partido são extremamente necessárias para eliminar o viés ideológico de nossas federais e eu espero ainda ver toda essa escória partir para longe desses locais nos quais as finalidades devem ser a difusão do conhecimento, a formação de profissionais capacitados para o mercado de trabalho e indivíduos com pensamentos críticos, não doutrinados.

Vinícius Martins é servidor público, “concurseiro” e também escreve artigos de opinião.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios