DestaqueItabirito

“População não suporta mais o transporte público precário de Itabirito”, diz Renê Butekus

ITABIRITO (MG) – “Por que a empresa Serra Verde não vem à Câmara? Será que tem medo de alguma coisa ou está escondendo algo? Pra mim, está escondendo”, disse o vereador Renê Butekus (PSDB), durante sessão ordinária da Casa Legislativa do município, na segunda-feira (27), da qual participou de uma sabatina com vereadores, o secretário Municipal de Segurança e Trânsito, Carlos Henrique Franca. Diante do secretário, Renê (que é governista) fez críticas à firma responsável pelo transporte público da cidade.

Dias antes, por meio da Câmara, Renê fez um ofício requerendo à empresa os valores (de 2014, 2015 e 2016) pagos pela Serra Verde à Prefeitura pela outorga do contrato com o Município.

Segundo o edil, a intenção dele é fiscalizar o transporte público da cidade. “A empresa transfere à Prefeitura 0,1% do valor pago por cada usuário. Como a passagem custa R$ 3,25, a Serra Verde repassa aos cofres públicos cerca de 3 centavos por usuário. Essa empresa está lesando a Prefeitura e ludibriando a população. A Serra Verde está saqueando o município com seus ônibus sucateados. A população não suporta mais o transporte público precário de Itabirito”, acredita o vereador.

Citando o artigo 31 da Constituição, a firma argumentou para a Câmara, por escrito, que o Legislativo não pode requerer prestação de contas de uma empresa que é uma concessionária municipal. A prestação, segundo a Serra Verde, tem de se dar via Prefeitura.

Renê afirmou que outra empresa, a que controla os parquímetros em Itabirito também por meio de concessão, deu exemplo para a cidade uma vez que atendeu a uma solicitação da Câmara e se fez presente na Casa Legislativa (juntamente com secretário municipal, dia 27).

Durante a semana, o Impacto Atual ligou para a Serra Verde, deixou telefone para contato, mas a empresa não deu retorno. Caso venha, a resposta será divulgada.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios