DestaqueItabirito

Itabiritenses ajudam enfermos em hospitais quando se transformam em “doutores palhaços”

Juliana lembra que em hospitais deve-se primar pelo silêncio. Foto: divulgação

Toda terça-feira é a mesma coisa. Os itabiritenses Marcelo Barbosa Araújo (42) e sua namorada Juliana Santos (36), que estudam em Belo Horizonte, deslocam-se de moto, por conta própria, para o hospital João XXIII, na capital, e com maquiagem de palhaços ajudam a diminuir o sofrimento dos pacientes do pronto-socorro.

“A ideia é não é necessariamente fazer rir, e sim trazer uma palavra amiga ao paciente e ao acompanhante. Muitas vezes, somos a ponte entre eles e a assistência social do hospital para que algum pedido possa ser feito”, disse Marcelo.

Quando realiza o trabalho, o casal se junta ao grupo Dr. Palhaço, com 117 voluntários ao todo realizando serviços em instituições diversas.

À esquerda, os itabiritenses Marcelo e Juliana. Foto: divulgação

A “trupe” existe há 10 anos, mas o casal de Itabirito faz parte há cerca de 10 meses. “Entramos nessa história quando o sobrinho da Juliana ficou 8 meses internado no Hospital Infantil São Camilo e recebeu a visita do grupo”, afirmou Marcelo.

O voluntário disse ainda que o Dr. Palhaço sempre pergunta ao paciente e ao acompanhante: “em que podemos ajudar?”. “Alguns não querem graça, fecham os olhos ou viram o rosto. Sendo assim, simplesmente, o respeitamos e o deixamos em paz”, esclareceu Marcelo.

Entre os hospitais que o grupo atua estão, além dos dois já citados, o Ipsemg e a Santa Casa. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios