DestaqueOuro Preto

Jovem que morreu com tiro na cabeça em ação precipitada da PM de Ouro Preto é enterrado

De acordo com o jornal Estado de Minas, foi sepultado na manhã deste domingo (17) o corpo de Igor Arcanjo Mendes (20), que morreu baleado durante uma abordagem policial na noite da última sexta-feira no Centro Ouro Preto (MG).

Segundo o Portal G1, o rapaz era passageiro em um Fiat Pálio a caminho de um show, com outros cinco ocupantes, quando o motorista teria desobedecido uma ordem de parada na Rua Pacífico Homem de Melo. A PM também afirmou que o carro estaria em alta velocidade. O motorista contesta.

“Houve despreparo. A gente estava descendo o Morro da Forca, a 25 km/h, e a polícia veio atrás, pedindo pra parar. Emparelhou com meu carro, eu desliguei, puxei o freio de mão e coloquei a mão na cabeça. Ouvi um disparo que parecia uma bomba. Igor caiu com meio corpo do lado de fora. Ele já estava pra sair e ainda conseguiu abrir a porta”, disse o motorista José Barcelos (46), em entrevista ao G1.

Em nota, a PM diz que a vítima teria feito um movimento brusco no momento que recebeu a ordem de descer do carro, o que fez com que um dos policiais acreditasse que ele sacaria uma arma de fogo.

Igor foi atingido na cabeça e morreu no local. O policial, que não teve a identidade revelada pela corporação, alega ter atirado em legítima defesa.

Nas redes sociais, amigos e familiares do rapaz postaram imagens em referência ao luto e à indignação com o caso.

Em entrevista ao jornal Estado de Minas na noite deste sábado, o tio da vítima, Giovanni Arcanjo João, disse: “O que aconteceu não foi despreparo, foi execução”.

Informações extraoficiais dão conta de que o policial não está preso.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios